BLOG OMMAR

Revitalização da Lagoa da Chica: um passeio em meio à natureza no bairro Campeche

Tombada como patrimônio natural e paisagístico pela prefeitura em 1988 pelo decreto 135, a Lagoa da Chica, que no passado era frequentada por pescadores e banhistas, sofreu por anos com a falta de cuidados em seus 14.000 m². Após projeto de revitalização envolvendo uma parceria entre a comunidade e o poder público, hoje é um dos pontos de encontro das famílias do bairro.

A verba para revitalização da área foi custeada pela Celesc, por meio de um Termo de Ajustamento de Conduta - TAC determinado pela Fatma, em decorrência do acidente ambiental no Sul da Ilha em Dezembro de 2012, quando houve o vazamento de óleo numa subestação desativada da empresa de energia.  As obras tiveram início em 2014 e a Lagoa da Chica revitalizada foi oficialmente entregue à comunidade no dia 25 de março de 2017, como parte das comemorações dos 344 anos de Florianópolis, no calendário da prefeitura.

Hoje, o local é ponto de encontro das famílias do entorno e conta com calçadas, deque, trapiche, bancos, parque infantil, academia ao ar livre, quadras de vôlei e futevôlei, trilha no entorno da lagoa, iluminação à noite, uma casa de administração e um acesso à praia com acessibilidade para deficientes. A fauna local aos poucos também retorna à Lagoa da Chica, incluindo um Jacaré-de-papo-amarelo, espécie que faz parte da lista de animais em extinção do IBAMA.

A parte mais importante da revitalização ficou por conta do desassoreamento da lagoa e devolução desse importante patrimônio à cidade. A beleza natural que foi recuperada, nos últimos anos havia virado um depósito de lixo, tomada pelo matagal, com despejo de esgoto e assoreada. Foi preciso muito esforço e união da comunidade com todos os envolvidos para que a revitalização saísse do papel e virasse a realidade que é hoje.

A Amoje (Associação dos Moradores do Jardim dos Eucaliptos), foi a entidade representante da comunidade que acompanhou todo o processo de revitalização da Lagoa da Chica e brigou para que o projeto saísse do papel. A entidade também assumiu o desafio de fazer a manutenção do espaço em parceria com empresas locais. 

 

Publicado: 22 de Outubro, 2018